Aprendizagem

Todas as Dicas para Entrares no Mundo Podcast

novembro 25, 2017

É sábado. É dia de guest post... com o primeiro convidado homem a entrar no reino d'A Mulher do 31. PUMPUM apresenta-se e partilha connosco os passos a dar para iniciarmo-nos no mundo do podcast. Quem aceita o desafio de experimentar o que ele nos indica e postar no seu blog ou na zona de comentários deste post? Eu irei. De certeza. (Quem segue A Mulher do 31 no Instagram, sabe que sim!)

A marca do autor

Olá a todas e a todos os que visitam o blog d' A Mulher do 31. Eu sou o PUMPUM e estou aqui para vos dar as primeiras dicas e introdução ao maravilhoso mundo do podcasting. Desta feita uma introdução ao podcasting a solo. Vamos começar pelas bases e sem complicações. Ter e fazer um podcast não é complicado e não tem que o ser. Primeiro há que ter a motivação e a ideia concreta do que se quer fazer. E em segundo passar à acção sem complicar. Estás a ver, já tens as primeiras dicas que valem ouro. E são do mais simples que há.


Introdução Ao Podcasting A Solo

A minha aventura no mundo dos podcasts começou há uns meses. A ideia era e é muito simples. Estar a conversar. Criar um diálogo que não só promove os projectos de quem é convidado, mas como dá voz a quem escreve. E isto porque a maioria dos convidados do Experiência Estereofónica são bloggers, que não têm podcast e não se conhece a sua voz. E deste modo, penso eu, estou a contribuir para dar uma maior ligação entre a audiência do podcast e do blog, ao autor ou autora do mesmo.

Projecto de PUMPUM - Autor deste guest post


Os Dois Factor-Chave

Para mim existem dois factores-chave: A parte humana e a parte técnica. A parte humana vai de cada um de nós. Há que não ter vergonha nem receio de estar a falar para alguém, ou até mesmo para ninguém. Sim, quando se começa não se tem audiência ou uma significativa audiência. Mas por isso mesmo não se vai parar ou desistir. A ligação a quem poderá ouvir tem que ser criada na mesma. Por isso falar mesmo para quem e quando não se tem audiência é importante. Há que dar tempo ao tempo para se ter sucesso e construir uma audiência fiel. Leva tempo e dá muito trabalho. Há que mostrar regularidade e consistência. Existe muito conteúdo on-line e a luta é por conseguir ter a atenção do maior número possível de pessoas que as leve a experimentar ouvir, gostar e voltar. Mas aqui sublinho novamente que o importante é dar tempo ao tempo, ser regular, ser consistente e apesar de ser algo feito nos tempos livres o profissionalismo tem que ser tanto ou mais do que se fosse uma profissão remunerada a peso de ouro. Ninguém quer escutar uma voz que claramente parece que está a fazer algo a contra-gosto. Não façam por fazer. Façam porque gostam, porque querem partilhar algo de valor com alguém. E não façam para aparecer. A audiência não gosta muito de narcisismo. Depois vem outro factor-chave que é o conhecimento técnico. Tal como ser blogger em 2017 requer mais do que só escrever, podcasting é a mesma coisa. Não é só falar para o microfone. É preciso saber e primeiro aprender a utilizar ferramentas de gravação, tratamento e edição de som. Não é complicado. A parte técnica (conhecimento técnico e equipamento)


Gravar A Solo

A gravação do vosso podcast deve obedecer a um conjunto de regras que devem interiorizar. Primeiro gravem sempre num local silencioso, sem interrupções e sem eco. Eu chamo a isto ter respeito não só pelo tempo e trabalho que estamos a ter com o nosso podcast, mas mais importante, ter respeito por quem nos vai ouvir. Se respeitamos somos respeitados e conquistamos público. Hoje em dia a expectativa para qualquer coisa é muito elevada. Amadorismo ou ser passatempo não serve de desculpa para a audiência. A audiência quer qualidade, quer ver que o seu tempo, que é o bem mais valioso nos dias que correm, está a ser bem empregue. A audiência se sente que o seu tempo não está a ser bem utilizado desliga. E um podcast sem audiência morre. Não é isso que se quer. Se a sala ou local onde gravam tem demasiado eco há que comprar espuma acústica. Não é cara e faz milagres ao vosso som. O pequeno grande truque para o vosso som ficar perfeito depois de tratado é que antes de começarem a falar tenham o microfone ligado e estejam em silêncio durante 5 a 7 segundos. Deste modo o microfone fica a gravar aquele que é o som do silêncio. Deste modo dizem ao software de edição que aquela onda é ruído. Depois mandam limpar com base nessa onda e o som está perfeito. Tal e qual como se fosse gravado em estúdio. O software que uso e recomendo para gravarem, editarem e tratarem o som dos vossos podcasts é o Audacity. É gratuito e sem limitações. Podem editar, tratar e exportar em vários formatos de áudio. Podem gravar o vosso podcast a solo directamente no Audacity, o que é excelente e a partir daí fazer o resto.




A Importância Do Microfone

Já que estamos a falar de voz e usar a nossa voz para não só passar uma mensagem, ideia ou projecto, mas principalmente para criar uma ligação com quem está a escutar, ter um microfone com boa qualidade de som é requisito essencial para quem está a começar como para quem já faz. Não facilitem na escolha do equipamento. Não comprem qualquer coisa só para ter um microfone que parece bom. Não comprem com o preço como o primeiro factor. Comprem com a qualidade do equipamento como primeiro e único ponto válido para a escolha. Deste modo o dinheiro que gastam é bem gasto. Não vale a pena gastar pouco para ter um péssimo microfone. Mau microfone é o equivalente a um mau podcast, por muito boa que a conversa seja. Se estiver cheio de ruídos e estalos o espectador deixa de ouvir em poucos minutos e vai para outro lado e não volta. Há que reter estes factos porque são o diferenciador entre o caminho para o sucesso em podcasting e o caminho para o esquecimento em podcasting. Outro facto muito importante é que o microfone tenha ligação por USB. Deste modo garante sempre o melhor som sem perdas de qualidade ou força de sinal. As 4 melhores mugestões de microfone que conheço para começares o teu podcast são os seguintes (do mais barato para o mais caro e com mais funcionalidades): Krom Kimu, Behringer C1U, Blue Snowball, Blue Yeti. Pessoalmente utilizo o Blue Yeti, mas para quem está a começar o Krom Kimu apesar de não chegar aos 40 euros tem uma qualidade de som muito acima da média. Aqui ficam os links para cada um dos microfones: Krom Kimu (preço a rondar os 40 euros) Behringer C1U (preço a rondar os 70 euros) Blue Snowball (preços a variar entre os 70 euros e os 90 euros) Blue Yeti (preços a variar entre os 130 euros e os 210 euros)


Introdução Ao Podcasting A Solo

Este post é apenas o começo. Primeiro há que assimilar todas as noções básicas e então posteriormente dar o passo seguinte. E qual é o passo seguinte? Podcasting com convidados on-line e como utilizar a limpeza de som no Audacity. Requer já algum conhecimento para que a gravação ocorra com a menor possibilidade de sobressaltos possíveis. Há factores num podcast gravado on-line que são difíceis de controlar e por isso requerem um conhecimento mais avançado. E se o convidado tiver esse conhecimento é ainda melhor porque permite fazer a gravação de modo a evitar falhas. Do que é que estou a falar? Fica atento ao próximo post sobre o tema. Será tudo devidamente explicado.


Precisas de Ajuda?

Fala comigo. Podes entrar em contacto comigo caso tenhas alguma dúvida ou esclarecimento que necessites. Estou disponível através de mensagem privada nas redes sociais e pelo e-mail blog@pumpum.org. Tenho todo o gosto em ajudar-te com o teu podcast.

PUMPUM - Foto de Perfil do Autor

Conhece o Autor do Post




O que achas de seres um dos próximos guest d'A Mulher do 31?
Entra em contacto. Vou alegrar-me bastante de receber a tua mensagem.

TALVEZ TAMBÉM GOSTES DE:

2 comentários

  1. Nunca fui muito de ouvir podcasts mas cada vez tenho mais curiosidade.
    Conheço o programa referido, o Audacity, e é mesmo muito simples de trabalhar!!
    Parabéns, Ana. Mais um guest post excelente :)

    Beijinhos,
    Bruna Arouca
    http://fashionmornings.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os podcast são muito comuns no EUA. Na Europa parece-me que começa a ser... penso que é uma excelente alternativa para as pessoas muito ocupadas, que não querem parar para ler... podem estar a caminhar, a lavar a loiça, a ir de carro para o trabalho... e ouvir o podcast.

      Experimenta, Bruna, e depois partilha.
      Beijinhos

      Eliminar

SUBSCREVE







Gosta d' A MULHER DO 31