Avançar para o conteúdo principal

|Mães Felizes| Formas Simples de Viver

Foto: Kaboompics.com
Mais uma terça feira, mais um artigo da série |Mães Felizes|. Neste post vamos abordar o sétimo hábito: Descubra formas simples de viver. Este faz parte d' "Os 10 Hábitos das Mães Felizes", um livro escrito pela mãe e pediatra Meg Meeker.

Poderíamos dizer que o antónimo de simples é complicado. Este hábito sugere que nos deixemos, portanto, de complicações. Muitas vezes vivemos a nossa vida de um modo desorganizado, caótico, aos tombos... uma vida cuja interpretação da mesma é difusa, conturbada. A melhor maneira de viver de um modo simples é colocar ordem na sua vida. E ordem não significa rigidez, mas limpeza, organização, planeamento... enfim, dar lugar às coisas. Para a ajudar Meg indica três passos primordiais:
  1. Identifique e liste as suas prioridades: anda sem mapa, sem saber para onde quer ir, para onde se dirige!? Comece por delinear o seu propósito de vida. Esse é o destino da sua viagem. Ao identificá-lo, saberá depois escolher entre caminhos para o alcançar. Se o seu objectivo de vida é criar filhos saudáveis, então vai alinhar as suas prioridades de acordo com essa finalidade de vida. Aquilo que não contribuir para atingir a sua meta, será lançado fora. Se quer viajar para a Escandinávia a partir do centro da Alemanha vai para norte, e qualquer estrada que a levar para sul será colocada fora das suas escolhas, certo!? Por isso é tão importante que tenha identificado o seu propósito de vida... assim andará sempre por estradas que a levarão até mais perto do seu destino.
  1. Mude a forma como fala: ao criar as nossas prioridades devemos então ter um discurso condicente com as mesmas, não concorda? Se vou para a Escandinávia não vou falar acerca das maravilhas que vou encontrar na Itália!? Fale, portanto, para onde vai. Sabia que o que nós falamos tem muita influência no nosso pensar e agir? Por isso é tão importante que falemos coisas boas... acerca da vida em geral e de nós em particular. Crie uma lista das suas capacidades, dons, qualidades... e diga a si mesma, pelo menos uma delas todos os dias. Vai ver como se sentirá melhor e mais alinhada com o seu propósito de vida.
  1. Não se agarre com tanta força: viver de um modo simples é descomplicar, e também destralhar. Deite fora tudo aquilo que já não lhe serve... tudo aquilo que não a levará a atingir a finalidade que delineou para a sua vida. Se quer criar filhos saudáveis não guarde, por exemplo todos os doces que foi recebendo deste ou daquele. Dê a quem queira, ou não aceite, com toda a simpatia e delicadeza. Se o seu o propósito de vida é cuidar dos mais necessitados, então abra mão de algum tempo semanal para se dedicar ao voluntariado, por exemplo. A simplicidade está mais no dar do que no agarrar, ou no guardar para si.

Este livro está estruturado de uma maneira muito agradável de ler, mas também de aplicar às nossas vidas. Com histórias que nós rapidamente entramos em empatia e nas quais nos reconhecemos muitas vezes. Através dele conseguimos olhar-nos ao espelho, perceber mais de nós e querer ter ainda mais prazer na vida em geral, e particularmente como mães.

Na próxima terça feira já estaremos quase na recta final da abordagem desta obra publicada pela Vogais. O oitavo hábito vai ajudar-nos a dar e receber amor saudavelmente. Já estou curiosa. 

A Mulher do 31 | Blog | Facebook | Instagram | Twitter |

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Tua Rotina Dita O Teu Sucesso

"O ser humano é um animal de hábitos.", provavelmente já ouviste esta expressão. Se não a ouviste, sendo tu humano, de certo que já sentiste a dificuldade de deixar um hábito ou instalar um novo. Isso deve-se a que estamos acostumados a dada coisa, e sair dessa rotina, requer esforço e dedicação. 
Acredito que também já tenhas sentido a alegria de alcançares algo e ficares contente contigo mesmo. Provavelmente para isso criaste hábitos, rituais, rotinas... para cortares a meta numa corrida de 10 km, terás tido um trabalho anterior, que te levou a desenvolver certas acções com alguma regularidade, por exemplo, correr de dois em dois dias um número de quilómetros. Nesses dias de preparação, quase de certeza que tiveste que vencer a preguiça e outros tantos obstáculos que apareceram no teu caminho. Nesses dias o sabor de correr não se compara ao sabor de cortar a meta no dia da prova. 
São esses pequenos passos que nos podem levar à vitória. E na blogosfera é tal e qual a mesma…

Vencedores e Vencidos - Blogs do Ano 2017

A minha curiosidade recaía sobretudo na categoria Família. Pelo segundo ano que Cocó na Fralda está no trono. (Parabéns! )Pelo segundo ano que Dias de Uma Princesa vai à luta com uma das meninas do The Woffice... e perde.
Li para aí, na esfera dos blogs, duras críticas a este concurso, como também algumas dores de cotovelo e um outro tanto de comentários. Que Sónia Morais Santos, Ana Garcia Martins e Catarina Beato têm o jornalismo em comum... e que os Blogs do Ano são levados a cabo pela empresa Media Capital pode parecer uma relação já por si pouco neutra, mas sejamos sinceros: tanto estes blogs e bloggers, como todos os outros que foram a votação, são blogs com muito trabalho investido, muitos anos de existência e muita visão de blogging.
Digamos que estes jogam na primeira liga do campeonato, depois existem outros bons, mas ainda ao nível da segunda e terceira. Se queremos jogar as partidas mais desafiantes do campeonato temos de treinar para isso, com um óptimo treinador e um ex…

Blogging e Social Media em 2017

O blog, por si só, já não é suficiente. Há uns 14 anos atrás escrevia num blog e as pessoas iam visitá-lo directamente... eram familiares, amigos, conhecidos ou desconhecidos, que de um modo ou de outro, tinham tido acesso ao endereço do mesmo. Mas agora ninguém lá vai apenas por ele próprio. Actualmente é preciso muito mais.

Agregar a um blog as potencialidades dos social media torna-se fundamental para quem quer sair da massa e tornar-se uma fatia especial e apetecível do bolo. Existem milhentas pessoas a criarem blogs. Conhecê-las a todas seria insano. E nem todas depois de os criarem, os mantém vivos. Há por aí muito blog morto!

Para criares, dar vida e  fazeres a festa connosco convido-te a ouvir o podcast do Pum Pum, para o qual fui convidada. Clica em https://buff.ly/2m7pRdw e escolhe a plataforma (You Tube, no Facebook, na Mixcloud... ) em que queres ouvir. Coloca no play a caminho para casa, para o trabalho, para a universidade, a arrumar a cozinha... Podes sempre pôr na pau…